sábado, 1 de janeiro de 2011

O nascimento do meu menino...adorado...


Desde o inicio da gravidez...que o parto pairava na minha cabeça....como uma nuvem...ora branquinha...linda...e formosa, ora cinzenta, carregada...e por vezes nublosa...mas tentava a todo o custo, dar-lhe umas pitadas coloridas, doces, positivas, o meu corpo colaborava com o trabalho de parto, eu colaborava com ele, imaginava todo o processo que aprendera nas aulas de preparação...e por fim até pintei o Mandala de Nascimento oferecido pela minha querida amiga Sónia Portinha.

Nos últimos dias, só pensava numa coisa:O PARTO.

Tudo começou na Segunda feira dia 13, o dia previsto para o nascimento do Daniel.

Nessa noite as dores era já muitas e o rolhao mucoso fazia-se notar desde a tarde...mas sem saber do que se tratava...e temendo o sangue que era..dirigi-me as urgências do HSM ao fim da noite.

Tudo bem...não estava em trabalho de parto ainda...mas tudo indicava que estava muito breve.

As contrações apareciam cada vez mais, com mais intensidade e mais dolorosas...a respiração que aprendera nas aulas de Yoga e preparação para o parto foram mesmo úteis!

E a bola, a bola de pilates aliviava-me bastante.

Terça feira por volta das 16h telefono ao marido para me vir buscar, as dores estavam a ficar mesmo dolorosas e algo me dizia que aquelas contrações queriam dizer algo mais...

Cheguei ao HSM e o CTG deixou-me mal...durante os breves minutos que lá estive, nem uma só sequer!Como seria possível???Depois de tantas que tive e tão dolorosas??Pensávamos e informava-mos a família e amigos que não seria ainda o momento...

Mas a médica, ao observar-me diz que estou com 2 dedos de dilatação e que me vai internar.

BOA!!Pensei eu!!È agora que vou conhecer o meu filho!Eram por volta das 20h de terça feira do dia 14 Dezembro.

E misturavam-se em mim momentos de ternura, nervosismo e tudo quanto possam imaginar...

Subi para o internamento sempre feliz, o marido com os olhos molhados, com o saco da minha roupa na mão..despediu-se de mim para ir buscar a mala, e o kit das células estaminais.

Fiz o clister e a caminho da cama tive uma contração forte, abaixei-me e troquei palavras com o enfermeiro mais atencioso e paciente que em toda a minha vida conheci!

Colocou-me a soro, ligou-me ao CTG e ali fiquei mergulhada em tantos pensamentos!Mas todos bons!Tentei dormir...ainda dormitei...a enfermeira informou-me que o marido teve lá de madrugada e que como eu dormitava...voltava depois...tinha trazido bombons para me dar...coitadinho...ele sabe o quanto sou gulosa por chocolates e naquela hora talvez fosse mesmo a melhor coisa para me distrair...hihhihhi...estava tão nervoso...mas claro..eu não podia comer...e bem que me apetecia...e quando o marido voltou..e depois de alguns dedos de conversa e mais algumas contracções, convidaram-no a sair passados poucos instantes...pois eu tinha pedido a epidural logo que desse...e ali estava o momento dela!

Não custou absolutamente nada a dar!Em posição de Buda foi administrada e muito bem, não senti nada a não ser um choquinho pequeníssimo.

E respirei de alivio.

A coisa estava lenta...diziam...cada vez que me tocavam.

Resolveram acelarar no começo da manha, por volta das 8H com a oxitocina, mas o Daniel não gostou, os batimentos dele fraquejavam e automaticamente foi cessado esse processo!Irra! Que susto!

Assim estive a dilatar por conta própria e com alguns reforços da epidural e muitas dores nas costas.. até chegar por volta do meio dia já do dia 15 Dezembro,.altura em que estava com 9 dedos de dilatação e faziam-se os preparativos para ir para a sala de partos.

O marido tinha decidido que não iria assistir, ele não aguenta ver o sofrimento...e sabíamos mais ou menos para o que íamos...Disse-lhe que estava tudo bem, e que não seria melhor ou pior PAI por isso.

Ainda bem que não assistiu...aquilo não é propriamente agradavél de se assistir..na minha opinião...e já depois do meu parto ainda vi alguns entrar..para assistir e depois sair...com caras....como direi...esquesitas....

Passei para a sala de partos e lá estavam aquelas luzes no tecto e toda a parafernália....mais um reforço e com ordens para não fazer força, mesmo que sentisse muita vontade...e assim tentei obedecer.

A respiração fora esquecida por muitas vezes e substituída por gemidos humildes..sempre que vinha uma contracção..agora era mesmo forte!E estava com epidural!Bem dita!

As enfermeiras, medicas, parteiras...não saiam de roda de mim, eram muitas...não sei quantas..e ensinavam-me a fazer força, dizendo palavras tortas e brutas...que mais tarde percebi o porque daquilo....queriam-me enraivecer para eu fazer verdadeiramente força e por cá fora o meu adorado filho!Precisava provar-lhes que tinha a força necessária e foram elas que provocaram isso em mim.Mas começava a dar ares de desespero e muito cansaço...

Já eram muitas horas ali naquele piso e desde o meio dia até as 15H, hora em que o meu menino nasceu, era muito tempo na sala de partos.Chegou um Dr. Que disse:esta é a senhora da FIV!Já chega!Temos que a ajudar..e trocava palavras com a médica que me fez a primeira ecogafria do Daniel ás 6 semanas e que agora me iria fazer o parto propriamente dito.

Tinham resolvido fazer o meu parto com ventosa..e depois de alguns momentos verdadeiramente dolorosos em que gritei como um animal mesmo...senti o quentinho do corpo a passar por mim...ouvi o choro do Daniel e perguntei se já tinha nascido...eu tinha deixado de estar ali por instantes...no momento da expulsão parece que vamos para outra dimensão..e colocaram-no em cima de mim, beijei-o e chamei-lhe de meu FILHO.Foi absolutamente lindo!Trataram do cordão para o Kit e levaram-mo...

Enquanto estive a ser cozida, reconhecia perfeitamente o choro do meu filho ali mesmo ao lado...a limparem-no e a fazerem-lhe os devidos testes..e todos os procedimentos... Depois era a tão esperada altura para estar com o meu filho outra vez...e com o PAI.

Foi muito pouco tempo depois que o trouxeram para junto de nós.E ali estávamos os 3!

Num perfeito enlace!O Daniel pegou logo na minha maminha...e tão bem!

O PAI!O PAI? Não sabia para onde se virar...só me perguntava se tinha custado muito e como fora...(quando lhe disse que foi ventosa, li-lhe nos olhos o sofrimento que tinha passado ali sozinho á espera sem saber como estávamos nós...e como seria duro para mim...afinal conhecemo-nos tão bem...e basta um olhar para perceber o que vai na alma..)e só olhava para o seu filho mais desejado...

Estava bem disposta e com muita sede!Dei ainda mais valor á agua...ali só não a podia beber por breves instantes, mas sabia que a teria mais tarde.. imaginem se a água acabasse!E pensava:Meus Deus!Como a água nos faz falta!

Fiz um lanchinho, desci para a maternidade com o meu filho em cima do meu peito!Que sensação maravilhosa!E o papá esperava-nos á saída do elevador.Foram momentos mágicos todos os que se seguiram, e até hoje!

Estamos apaixonados e de coração cheio!O Daniel foi o melhor presente divino!

Ele veio iluminar ainda mais as nossas vidas!

Sinto-me realizada, feliz e em paz.

Tenho o meu filho nos braços!Era bom te-lo na barriga, dentro de mim, mas cá fora é muito melhor!Sentir o cheirinho dele..observa-lo a dormir descansado, cuidar dele e amamenta-lo!

Que coisa magnifica é esta de ser Mãe!!!

Sinto que embarquei numa viagem linda!

5 comentários:

Praia disse...

Amiga, o nosso sonho tornou-se realidadeeeeeeeeeeeee!!!
Somos as mulheres mais felizes do mundooooooooooooooooooo!!!
Muita saude para vocês para criarem o pequeno Daniel.
Tudo de bom.
Beijo grande aos 3.

Sónia e Carlos disse...

Amiga, és uma autêntica Jornalista eh eh eh por momentos parecia que estava ali contigo! Mais uma vez PARABÉNS pelo teu bebé!!!
ADORO-TE!!!

sandrangel disse...

k emoção né minha kida.. ate as lagrimas me vieram aos olhos....

desejo o melhor do mundo para voces k sepre sejam iluminados, pois voces bem merecem toda a felicidade do mundo.


adoro "ler-te"

beijokinhas grandes e doces para a tua linda familia

embuscadeumaestrela disse...

Muitos parabéns à familia feliz.

è a 1a vez que vos visito, e já percebi que a caminhada foi longa.

virei mais vezes

eu_mesma_32 disse...

Minha querida,
adorei a tua descrição. Por mais que custe o parto, parece-me que assim que olhamos para a cara do nosso filho esquecemos tudo, não é?
Uma beijoca enorme e que possam sempre ver o vosso bebé crescer feliz e saudável!
Beijocas.